Apesar de ser uma questão com controvérsias, existem medidas que podem ajudar a amenizar esses problemas.

A garagem é uma das questões mais comentadas entre os moradores ou usuários do espaço. Muitas situações podem ocorrer como quantidade de vagas e a locação desse espaço. Também existem problemas cotidianos como arranhões, batidas e furto de acessórios. Essas questões são polêmicas e causam na maioria das vezes muita dor de cabeça.

Por ser de uso coletivo, muitas das vezes é necessário o bom senso sem deixar o assunto de lado. Com o aumento de veículos, torna-se imprescindível estabelecer regras específicas para a utilização desse espaço. Por exemplo, para cada apartamento, um limite de garagem. Podemos exemplificar também que para cada apartamento, uma vaga num local já estipulado, incluir sinalizações e câmeras. É fundamental que se estabeleça regras do uso da garagem, discriminar uso de bicicletas, estipular tipo de veículo e o tamanho compatível à vaga.

As regras gerais são estabelecidas por meio do regimento interno ou convenção de condomínio. Mas em caso de conflito, a melhor forma do síndico agir é manter primeiramente o diálogo cumprindo com essas normas. O síndico precisa notificar ao condômino e esclarecer sobre as regras do condomínio quanto ao uso da vaga. Em caso de indisciplina ou reincidência, o morador deverá ser comunicado através de um documento com prazo para que ele adapte às regras, deixando claro sobre as penalidades previstas no Regimento Interno. Se mesmo assim o morador persistir e permanecer inflexível quanto sua postura, é aplicada as penalidades que estabelecem as regras do condomínio no caso de não cumprimento ou reincidência da infração.

Quando o apartamento é alugado, a responsabilidade é do proprietário pois o dono do imóvel arca com as penalidades. Por isso é importante ficar atento se o inquilino está cumprindo as regras do condomínio.

Categories: Dicas

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *