Quem gosta de dividir seu espaço com ratos, baratas, formigas, entre outros? A resposta provavelmente será ninguém. Por conta deste motivo a dedetização (assim como a desratização) torna-se algo imprescindível.

Por possuir um ambiente de alta aglomeração, logo, a produção de materiais e lixos orgânicos também é alta, os condomínios tornam-se uma excelente fonte de alimento para várias espécies de vetores e pragas urbanas, assim como possuem um alto risco de proliferação
desses vetores e pragas. E é por isso que manter uma periodicidade na dedetização é muito importante!

Não há lei que fale sobre obrigatoriedade de dedetizar em períodos predeterminados, porém, a Resolução – RDC N° 52, de 22 de outubro de 2009. Da ANVISA define que a frequência precisa ser mensal e os especialistas na área definem que o ideal é a cada seis meses. Os
especialistas indicam, também, que a dedetização seja feita tanto na área comum, quanto na área privada. Assim, a eficácia aumenta bastante.

No momento de procurar uma empresa para realizar a prestação de serviço é ideal que o síndico se atente a detalhes como: verificar a documentação e ter ciência que a empresa é registrada, possui alvará da vigilância sanitária, possui alvará de funcionamento, possui NR33 e
NR35. É ideal, também, ter conhecimento de quantos anos de mercado tem a empresa e se ela tem suporte financeiro (caso ocorra algum problema, a empresa é capaz de arcar com os danos).

Para realização da dedetização é necessária uma preparação. Assim como os animais, existem pessoas que são sensíveis ao inseticida, então torna-se ideal que o síndico dê um aviso prévio aos condôminos de que o serviço será realizado. E cabe a empresa, segundo a lei 7.806/17 art. 24, afixar cartazes informando: a data em que o serviço será realizado, qual produto será aplicado, telefone do Centro de Informação Toxicológica e o número da licença do INEA.

Com um bom cronograma de dedetização, o síndico pode negociar com a empresa prestadora do serviço um desconto para condôminos que queiram realizar a dedetização em sua área privada.

Categories: Inspeção

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *