Uma tendência bastante comum entre donos de imóveis é confiar a administração dos seus imóveis às imobiliárias ou até mesmo aos corretores. Isso acontece muitas vezes porque o proprietário terá mais tranquilidade e segurança ao deixar as questões mais burocráticas e a intermediação da propriedade nas mãos de uma equipe especializada no assunto. 

Por conta de todas as vantagens e possibilidades oferecidas, tanto para o proprietário quanto para locatário, a administração de imóveis é uma ótima opção de mercado. Uma imobiliária que saiba como administrar imóveis será a intermediadora entre locador e locatário e será responsável por cuidar de todas as situações envolvidas que surgirem. 

Neste artigo, iremos tratar:

  • O que é e como funciona a administração de imóveis
  • Quais as responsabilidades de uma administradora de imóveis
  • Síndico Profissional é a melhor opção?

O que é a administração de condomínio

 A administração de propriedades é, basicamente, a supervisão de imóveis residenciais, comerciais e industriais. Isso inclui apartamentos para alugar, casas, unidades de condomínios fechados, entre outros.  Iremos tratar com mais detalhes todas as funções de uma administradora de imóveis, mas resumidamente sua função principal é auxiliar o síndico no exercício das atividades cotidianas do edifício, em particular nos aspectos legais, além de oferecer suporte em atividades administrativas como emissão de boletos de pagamento, elaboração de folha de pagamento, contabilizar receitas e despesas, entre outros.

Quais as responsabilidades de uma administradora de imóveis

 Dentre todas as funções de uma administradora de imóveis, essas são as principais e mais recorrentes: 

  • Emissão de boletos e recibos;
  • Gerenciamento de seguros do imóvel e garantias locatícias;
  • Cobrança de aluguéis;
  • Averiguação de problemas do imóvel levantados pelo inquilino;
  • Acompanhamento de reajustes, renovações e revisões;
  • Emissão de notas fiscais
  • Repasse do aluguel para o proprietário;
  • Cobrança do locatário sobre outras despesas do imóvel;
  • DIMOB; (Declaração de Informações sobre Atividades Imobiliárias)

 No geral, e como já foi citado nesse artigo, todas as atividades que forem relacionadas a manter ambas as partes envolvidas na transação imobiliária satisfeitas, será a função da gestão de imóveis. Fidelizar inquilinos e proprietários para prolongar o contrato de locação e garantir que o negócio esteja dentro das exigências previstas na legislação do imóvel são suas principais tarefas.

Síndico profissional é a melhor opção?

 Escolher a administradora de condomínio ideal é uma decisão importante que requer bastante pesquisa. Leve em consideração quais serviços são prestados pela administradora, qual sua especialidade e como é realizado o atendimento ao síndico e aos moradores.

Uma vez que o síndico já está habituado com a rotina do condomínio e da sua administração, é importante entender como o trabalho da administradora pode auxiliar e encaixar no cotidiano do síndico. Outro fator importante é que o valor seja acessível e que a empresa administradora de condomínios utilizem de diferentes tecnologias para otimizar os processos de gestão de condomínio.

Categories: Dicas

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *